A pandemia de COVID-19 trouxe consigo um hábito que os brasileiros aos poucos estavam deixando para trás: a leitura.

Segundo a Agência Brasil, a pandemia gerou um aumento no hábito de leitura entre os brasileiros. No primeiro trimestre de 2021, o aumento nas vendas de livros e similares foi de 25%, comparado ao mesmo período do ano anterior.

Através de uma pesquisa, utilizando o Social Listening da STILINGUE, direcionada a livros, encontramos picos onde o assunto foi mais comentado, entre os meses de junho e julho.

Entre os dias 21 e 22 de junho, o Submarino lançou o Sub day, evento que reúne descontos, cupons e frete grátis, em milhares de livros e a Amazon trouxe o Prime day, que traz consigo uma prévia dos descontos da Black Friday, exclusivo para clientes Amazon Prime.

Dentre os tópicos mais comentados, quando falamos de Sub day, gêneros textuais, como romance e fantasia, e descontos (cupons, frete grátis, etc.) foram o que ganharam destaque nas redes sociais. 

O Twitter foi o canal com mais citações do assunto, com mais de 5.400 publicações. Sendo as mulheres as que mais comentaram sobre o tema. 

Dentro do público feminino, os termos que ganharam destaque foram, além de livros: unboxing dos livros (tirar da caixa os livros, apresentando o conteúdo), comprinhas, cupons

O Prime day da Amazon se diferencia do Submarino quando comparamos o número de produtos ofertados, que não se restringe apenas à categoria leitura. Contudo, ao olhar a fundo os termos citados, notamos que livros e suas derivações também tiveram destaque entre os usuários das redes sociais.

Dentre os termos mais comentados, encontramos: livros, kindle (dispositivo de leitura), e-books (livros digitais) e Alexa (dispositivo de inteligência artificial). Fato que reforça a tendência de aumento no número de leitores no Brasil. 

Novamente, o Twitter se mostrou o canal com mais interações, com mais de 110 mil publicações. E as mulheres continuam como o público mais ativo sobre o tema. 

Para o Prime day, as mulheres citam também, unboxing, além de wishlist (lista de desejos) e o kindle, produto exclusivo da Amazon. 

E quando comparamos o Prime day com o Sub day?

Ao comparar o Prime day com o Sub day, notamos que o termo mais comentado continua sendo os livros. Porém, produtos que remetem a casa inteligente, dispositivos que se conectam com inteligência artificial, echo dot/alexa, da Amazon, também são bastante discutidos.

O Twitter continua sendo o meio de comunicação onde mais se fala sobre as duas campanhas, com mais de 113 mil publicações e as mulheres, mais uma vez é o gênero que mais publica sobre.  

Além de termos esperados como livro, as mulheres dessa vez recomendam as campanhas para os amigos (como mostrado no termo amg) e contam peculiaridades sobre as possíveis reações de seus pais ao saberem de compras nestas campanhas. 

Considerações 

O hábito de leitura está em crescente no Brasil. Com cada vez mais leitores, as marcas podem encontrar uma oportunidade de mercado valiosa para suas próximas ações.

 

Entender como o consumidor reage/atua é importante para que as marcas possam se posicionar no mercado. Os eventos criados pelo Submarino e pela Amazon denotam uma tendência que pode ser um ponto focal para a próxima Black Friday, a leitura.

Além disso, é importante também que essas empresas compreendam a importância de outros dispositivos que foram bastante citados pelos consumidores.   

Autor

Formado em Relações Internacionais, pela PUC-SP, Guilherme faz parte do time de Atendimento da Stilingue. Como um bom Leonino, adora passar tempo com as pessoas que ama e fazer compras das últimas tendências. Nas horas vagas, ensina a língua portuguesa para imigrantes e refugiados, em uma ONG da cidade de São Paulo.

Escreva um comentário