Desde que se iniciou a pandemia, o número de consultas e cotações de seguros aumentou 150%, comparando com o mesmo período no ano passado. Por exemplo, a procura por seguro residencial aumentou em 38% comparando com o mesmo período do ano anterior.

Com esses inputs sobre o segmento de seguros, decidimos identificar o sentimento expressado pelos internautas nas redes sociais sobre seguros.

Análise

Analisando o período dos últimos três meses, encontramos essa oscilação na volumetria das publicações sobre o assunto nas redes sociais:

Publicações no tempo do War Room STILINGUE
Publicações no tempo do War Room STILINGUE

Inicialmente, identificamos que do mês de Setembro para o mês de Outubro houve um aumento de 24% nas menções a seguro nos canais, inclusive dois dos grandes picos de publicações estavam presentes neste mês.

01/10 – O primeiro pico se deu devido a reações sobre uma publicação do youtuber Felipe Neto que ficou doente nos EUA e em consequência disso teve que pagar uma conta de hospital, a reação do público diversa, entretanto sua grande maioria questionou o porquê do mesmo não ter feito um seguro viagem ou seguro saúde para uma viagem internacional.

16/10 – O segundo e maior pico dos últimos meses teve como foco de conversas a extensão do seguro desemprego além de pedidos de recomendação de seguro de vida.

Seguros

No últimos três meses, o top 5 termos mais mencionados focado no mundo de seguros nas redes sociais, são:

  • Seguro de Vida – 41,32%
  • Seguro – 9,52%
  • Desemprego – 7,18%
  • Saúde – 6,41%
  • Seguro Viagem – 4,53%

Mas o que estão falando sobre seguros?

Termos correlacionados do War Room STILINGUE
Termos correlacionados do War Room STILINGUE

Disparadamente, o seguro de vida é o tipo de seguro mais comentado pelo público nas redes sociais, tendo sua relação com os benefícios que ele pode trazer ao povo, a insistência dos bancos em oferecer o serviço para os clientes e reclamações do alto custo do mesmo, acumulando 42% das publicações com teor negativo.

O seguro desemprego, obteve como relevância pautas relacionadas ao INSS e enfrentamento das grandes filas para sacar o dinheiro do seguro, por fim os comentários mencionam o suporte para resolução de problemas relacionado ao tópico.

Assim como, o seguro residencial atrai dúvidas da parte do público no que está incluído no contrato, seja roubo, encanador, chaveiro ou eletricista. Além disso, há bastante comentários sobre a dificuldade em cancelar o seguro e falar com atendente.

Enfim, o seguro saúde gerou comparações entre o SUS e o sistema de saúde do EUA, além da recém discussão que surgiu na internet sobre a privatização do SUS. Do mesmo modo que compararam os planos de saúde entre si também questionaram se os planos de saúde são para todos ou apenas para aqueles que tem poder aquisitivo mais alto.

Das marcas publicadores sobre o assunto temos: Banco do Brasil, MetLife Brasil, Bradesco, MAG Seguros, Capemisa Seguradoras e Caixa Seguradora.

Considerações

É fundamental acompanhar o sentimento do público em relação a sua marca e a seus produtos, identificar as reclamações e apontamentos para melhoria e também elogios e preferências em relação aos concorrentes.

Além de ser claro com o consumidor sobre o que está incluso no seguro, além de sanar as dúvidas de quais os diferencias do seu produto e quais os benefícios de adquirir um seguro.

Autor

Maria Cecília, formada em Publicidade e Propaganda. Começou a carreira em 2019 sendo trainee na área de Customer Success, hoje atua na área de Marketing. Foi intercambista durante 6 meses na Universidade Europea Miguel de Cervantes, na cidade de Valladolid, Espanha. Tem facilidade com organização e trabalhar em equipe. Participou de projetos como o monitoramento em real time do Teleton 2019.

Escreva um comentário