Drops do Mercado | Novembro 2020

Em um estudo feito pela Schär, mais de 70% dos entrevistados consomem produtos sem glúten por necessidade e em uma pesquisa do instituto Datafolha registrou que cerca de 53 milhões de brasileiros contaram ter alguma dificuldade digestiva após consumo de derivado de leite.

Nesse sentido, foi feito uma análise sobre restrição alimentar para identificar como os brasileiros reagem a alimentos sem glúten e sem lactose e sobre as marcas que vendem esse tipo de produto nas redes sociais.

Dados sobre o segmento

Evolução do termo no tempo do War Room STILINGUE
Evolução do termo no tempo do War Room STILINGUE

A princípio, foi analisado um filtro de datas geral de julho até hoje, como é visto no gráfico acima o volume de publicações não tem uma oscilação muito discrepante entre os meses. Entretanto, comparando esse bimestre (Setembro e Outubro) com o bimestre anterior (Julho e Agosto), houve um aumento de 3% no tópico de restrição alimentar na internet.

Quando analisamos onde estão falando, a rede mais utilizada foi o Instagram (50%), responsável por metade das publicações feitas neste período de 5 meses, seguido do Twitter (27%).

Por fim, no perfil de publicadores temos o público feminino (70%) que despontou o público masculino (24%), o restante sendo Organizações.

Mas o que o público está falando?

Distribuição por temas do War Room STILINGUE
Distribuição por temas do War Room STILINGUE

As intolerâncias são bastantes comentadas nas redes, inclusive como é visto no gráfico acima, ainda grande parte dos comentários tem uma conotação negativa. O público lamenta a possibilidade de ter intolerância tanto a lactose como a glúten e ter que cortar alimentos que para eles são mais saborosos e que faz parte do cotidiano ou lazer como cerveja, pão e alimentos com leite.

A mudança de hábito dos consumidores na alimentação não impede a vontade do publico que é amante de doces, tanto que o termo mais falado nas redes são as sobremesas glúten free e sem lactose e grande parte do conteúdo relacionado a esse tópico está presente no Youtube com divulgação de receitas como brownie e bolos .

Já os alimentos salgados favoritos dos internautas são: macarrão, pizza, panqueca salgada.

Termos correlacionados

Termos correlacionados do War Room STILINGUE
Termos correlacionados do War Room STILINGUE

Há bastante pedidos de sugestões de nutricionistas para ajudar essa nova fase após a descoberta da restrição alimentar, também há aqueles que pedem dicas de ingredientes e receitas de certos pratos para criar novos hábitos no cotidiano.

Em conclusão, vale ressaltar a falta de conhecimento do público em relação aos ingredientes nos produtos consumidos diariamente, levantando um ponto para informar e educar os benefícios para as empresas que vendem esses produtos.

Das marcas publicadores apareceram: Rede Condor, Kobber, Nutrify, Flamengo e Taeq

Considerações

É importante monitorar o que o público inserido nesta categoria de consumo está falando sobre as dificuldades em achar ingredientes e dicas para adaptação devido a restrição alimentar.

O mercado está crescendo não só para empresas que trabalham com esse nicho, podendo ser uma oportunidade de criação de novas categorias ou linhas de produto, é essencial aproveitar os canais onde o público busca esse tipo de conteúdo como marcas no Instagram com preços acessíveis ou indicação de produtos via vídeos de receitas no youtube.

Autor

Maria Cecília, formada em Publicidade e Propaganda. Começou a carreira em 2019 sendo trainee na área de Customer Success, hoje atua na área de Marketing. Foi intercambista durante 6 meses na Universidade Europea Miguel de Cervantes, na cidade de Valladolid, Espanha. Tem facilidade com organização e trabalhar em equipe. Participou de projetos como o monitoramento em real time do Teleton 2019.

Escreva um comentário