Quem aqui ama aquela parte da coxinha que vem recheada de catupiry? Ou a borda da pizza com bastante cheddar? E quem tentou ser saudável e começou o dia com um iogurte com granola?

Queijo. Requeijão. Manteiga. Doce de leite. Chantilly. Sorvete. Leite condensado. Creme de leite. Já parou para pensar o que estes alimentos têm em comum? Todos eles são derivados de leite, a bebida que está na mesa de grande parte da família brasileira.

A bebida é tão significativa para os brasileiros, que segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a produção brasileira em 2020 ultrapassou 23,5 milhões de toneladas. E a relação entre brasileiros e o leite é tão profunda, que existe até um dia para comemorar essa bebida que faz parte de milhares de lares por aqui: hoje, dia 1 de junho!

Pensando na importância do consumo do leite para as pessoas e em sua data comemorativa, resolvemos investigar nas redes sociais o que se tem falado sobre a bebida tão querida entre os brasileiros.

Dados gerais: o que eles nos trazem?

Analisamos um total de 125.220 publicações, entre os dias 27 de janeiro e 26 de abril de 2021. O canal com mais expressão de publicações foi o Twitter, com 66% das publicações, seguido por comentários no Facebook, com 11,2%, Portais com 8,6% e Youtube com 8%.   

Gráfico 1: Distribuição por Canais War-Room STILINGUE.

Dentre estas publicações, as opiniões sobre o leite se dividem, como podemos ver no gráfico abaixo. Apesar de 34% das menções expressarem sentimento positivo, 38% foram classificadas como neutras e 28% apareceram como negativas.

Gráfico 2: Distribuição por Sentimentos War-Room STILINGUE.

Além dos dados citados acima, analisamos também a distribuição por gênero quando o assunto é leite, e obtivemos os seguintes dados: 

Gráfico 3: Distribuição por Gênero War-Room STILINGUE.

Enquanto apenas 31% das publicações foram feitas por homens, o gênero que mais se expressou sobre o tema foi o feminino: 65% das publicações no período coletado. 

Leite: o que mulheres e homens falam sobre?

Observando o gráfico acima é perceptível que o público masculino e feminino publicam quantidades diferentes sobre o tema leite. Mas qual a diferença na fala destes dois gêneros? Criamos um duelo entre eles para saber mais sobre esta diferença! 

Gráfico 4: Duelo de Termos War Room STILINGUE.

Olhando de forma geral já fica evidente o que o gráfico de Distribuição por Gênero mostra: as mulheres possuem maior expressão nas redes sociais quando o assunto é leite. Além de maior expressão, os assuntos publicados diferem bastante. Mulheres associam o termo leite mais ao cuidado da família, e homens mais ao esporte e compra

Gráfico 5: Duelo de Termos War Room STILINGUE com foco nos termos exclusivos das mulheres.

Observando o gráfico, agora com o foco nos termos exclusivos às mulheres, percebemos palavras como mamadeira, marido, mãe e carinho. São palavras que remetem ao cuidado e atenção com  o outro. Ao analisarmos estas publicações, notamos que são mulheres falando sobre receitas feitas para os companheiros e qual o leite usam no preparo da mamadeira dos filhos. Entretanto, entre as mulheres há também o termo renda extra, mostrando que as mulheres estão buscando outras formas de adquirir renda, e uma delas seria com a venda de doces, usando derivados de leite. De forma geral, as publicações feitas por mulheres estão muito relacionadas às receitas, em sua maioria doces, que casam com um dos termos em destaque TPM, momento conhecido popularmente como o período em que mulheres consomem mais doces.

Gráfico 6: Duelo de Termos War Room STILINGUE com foco nos termos exclusivos dos homens.

Tentando entender o que os homens falam quando o assunto é leite, notamos que as publicações caminham para um outro sentido. Aparecem termos como goleiro e Palmeiras. Explorando as publicações, descobrimos que se tratam de dois temas: marcas de laticínios como a Parmalat, que patrocinou o time de futebol Palmeiras e trazem publicações com nostalgia por parte dos usuários, saudosos do tempo em que o time citado ganhava títulos com o nome da Parmalat estampado na camisa. O outro tema que aparece aqui são os apelidos e sobrenomes de jogadores que envolvem o termo leite. 

Ainda no público masculino, aparecem os termos Heineken e Brahma, trazendo publicações feitas por homens com conteúdos sobre receitas salgadas que usam derivados de leite em suas preparações e são servidas com cerveja enquanto acompanhamento. Um termo muito importante para este artigo foi o Amazon. Analisando as publicações com esta palavra, vimos que se tratam de publicações referentes a um local com preço bom para compra de ovos de páscoa e leite condensado, mostrando que um grande tema entre os homens, em relação ao leite, é o preço. 

Gráfico 7: Duelo de Termos War Room STILINGUE com foco nos termos comuns.

Embora existam termos e características distintas entre homens e mulheres quando o assunto é leite, encontramos algumas palavras bastante relevantes que são comuns aos dois gêneros. Podemos começar com o termo em destaque: páscoa. A data comemorativa importa tanto para homens quanto para mulheres, e traz publicações referentes a tipos, preços e marcas de ovos de páscoa. Dois termos que aparecem para ambos foram sucrilhos e danone, alimentos bastante consumidos pela população em geral e que são derivados ou acompanhados pelo leite. Outro termo interessante, usual para homens e mulheres foi vontade. As publicações coletadas referem-se a pessoas que estão expressando seus desejos em comer alguma sobremesa, majoritariamente feira com leite e seus derivados. 

O que vai bem com leite?

Qual a melhor combinação quando se usa o leite? Doce ou salgado? O leite é o principal ingrediente do prato, ou vem como acompanhamento? Usamos uma nuvem de termos para descobrir!

Gráfico 8: Termos Correlacionados War-Room STILINGUE. 

Observando a nuvem de termos acima, podemos notar que o leite está ligado a receitas, e em sua maioria doces. É perceptível também a relevância do leite enquanto bebida associada a outro ingrediente, como Nescau, Leite com Nescau e Leite com Toddy, que apareceram em mais de 11.000 publicações. Outros termos bastante pertinentes foram leite condensado, Leite Moça e creme de leite, que trazem publicações carregadas de receitas de sobremesas que usam esses ingredientes, todos derivados do leite, em suas preparações.

Embora o leite faça parte do dia a dia do brasileiro, ele se mostra campeão em sabores de sobremesa. Termos como brigadeiro, ovo de páscoa e bolo de leite ninho somam juntas mais de 3.300 publicações do período analisado.

Duas grandes marcas aparecem aqui, Nutella e Nestlé, associadas a receitas que utilizam seus produtos derivados de leite, como o leite ninho, no caso da Nestlé. Estes termos são bastante relacionados quando se fala de leite, e as publicações retornam isso: a sobremesa mais falada é a mistura entre Leite Ninho e Nutella.

Analisando em conjunto com o gráfico abaixo, confirmamos que a marca Nestlé fica em evidência, somando mais de 60% das publicações coletadas.

Gráfico 9: Publicações em Todos War Room STILINGUE.

Afinal de contas, o que se fala sobre leite? 

No dia mundial do leite, não poderíamos ficar de fora da comemoração. Sabendo que quem mais fala sobre leite são as mulheres e através do Twitter, percebemos que as publicações têm sentidos diferentes quando são falados por homens ou por mulheres. Enquanto homens relacionam o leite a preço e patrocínios, as mulheres o relacionam ao cuidado da família e a receitas. 

Observamos também que o leite está majoritariamente associado a receitas e a bebida que acompanha refeições. Grandes marcas entram em destaque aqui, como a Nestlé e Nutella, representando a mistura favorita nas redes sociais: leite ninho com nutella

Por ser o Brasil o 4º maior produtor mundial do setor leiteiro – segundo a Sociedade Nacional de Agricultura -, torna-se bastante relevante para marcas nacionais, o monitoramento deste termo nas redes sociais com o fim de saber o que os consumidores falam quando publicam sobre leite, afinal ele está na boca, na mesa e na rede social do povo brasileiro.

Autor

Ana Plentz é formada em História - Licenciatura e Bacharelado. Traz experiências em ambientes escolares, centros de documentação e pesquisa, gestão de pessoas e produção de conteúdo. Atualmente é Analista de Atendimento ao Cliente e trabalha dando suporte em diversas dúvidas sobre a ferramenta STILINGUE. É mãe da Dora.

Escreva um comentário