A área de Recursos Humanos passa atualmente por diversas transformações, graças ao “boom tecnológico” dos últimos anos. O que acelera esse processo são as HR Tech, pois possibilitam que o setor de RH atue de maneira mais estratégica dentro das empresas.

Isso acontece porque as HR Tech são um conjunto de soluções, com base tecnológica, que auxiliam a inovar, reduzir custos, aumentar a eficiência e a inteligência nos processos da área de recursos humanos. No Brasil, temos algumas empresas como a Gupy, Kenoby, Vulpi, Solides, GeekHunter, WallJobs, Abler, Connekt, 99Jobs e Indeed focando em soluções de recrutamento e seleção.

Observando essa evolução, a STILINGUE analisou:  Como os candidatos estão se sentindo? A pandemia teve impacto na aceleração sobre o que se fala destas empresas nas redes? As vagas remotas aumentaram durante a pandemia? Vamos descobrir essas e outras respostas abaixo. 

A pandemia teve impacto na aceleração sobre o que se fala destas empresas nas redes? 

Gráfico de Publicações no Tempo

A pesquisa analisou dados coletados  durante e após a pandemia. Através do Gráfico acima  podemos identificar um crescimento de publicações envolvendo as HR’s Tech focadas em Recrutamento e Seleção a partir de meados de julho de 2021, expansão esta que pode ser observada até a data final do estudo, 31/04/2022.

Em 2020, bem no início da pandemia, podemos observar que as conversas sobre essas empresas são bem tímidas, neste ano tivemos em média 26 publicações por dia, mas nenhum pico mostrando uma crescente em posicionamento dessas empresas nas redes sociais.

Mas em 2021, podemos observar uma crescente de publicações passando para uma média de 44 publicações diárias, um crescimento de 69% comparado com 2020 e as empresas começando a se posicionar no mercado utilizando as redes sociais.

Com 34 mil publicações no total, o Twitter predominou com 14.524 delas, sendo a maior fonte de dados, seguido de Portais e Facebook, como vemos no gráfico abaixo.

Gráfico de Distribuição por Canais

Nos picos presentes no gráfico de Publicações no Tempo, temos ações pontuais que podem ser representadas pelos gráficos de Termos Correlacionados ao utilizar o Zoom da STILINGUE.

Home Office x Presencial
No dia dezenove de outubro de dois mil e vinte dois ¹, através dos Termos Correlacionados  podemos ver alguns destaques como “Empresas”, “Avanço da Vacinação”, “Retorno Gradual” e “Restrições”.

Gráfico de Termos Correlacionados

Podemos observar possibilidades sendo criadas com o avanço da vacinação, com um gradual retorno a atividades em espaços coletivos, possibilitando discussões sobre a volta para o escritório.

Analisando o termo Retorno Gradual percebemos que a empresa Kom Ferry indicou uma percepção dos usuários onde 70% dos profissionais acham que home office é o novo normal e que retornar ao escritório será “difícil”. Mais da metade dos respondentes diz que pensar em voltar ao escritório é causa de estresse, mas ao mesmo tempo sente que a distância física pode comprometer seu desenvolvimento profissional.

Esses números mostram que mesmo com a possibilidade de retorno ao presencial as empresas precisam de estratégias para selar essa volta, visando protocolos para segurança dessas pessoas e a manutenção de medidas de prevenção à COVID 19, tendo em vista que a maioria dos profissionais que aderiram ao Home Office, preferem ficar em casa.


O investimento milionário recebido pela Gupy

Em trinta e um de janeiro de dois mil e vinte dois ²  temos termos ligados à plataforma Gupy, mencionando a “Plataforma Digital”, “Startup de RH da Gupy”, “Admissão”, “SoftBank”, “Milhões” e “Mariana Dias”.


Gráfico de Termos Correlacionados

O destaque ficou para a Gupy porque a Startup recebeu R$500 milhões de investimento, sendo o maior dentro das empresas de HR da América Latina, uma valorização de empresas de tecnologia ligadas aos recursos humanos.

Notamos que o nome da Mariana Dias aparece ligado a Gupy, uma vez que ela é a criadora da plataforma que utiliza inteligência artificial para diagnosticar se o candidato é apto, ou não, à vaga de emprego e que possui uma marca impressionante de 1500 clientes no Brasil.

Todos esses insights mostram a repercussão da importância da tecnologia em todos setores de uma empresa, inclusive o Recursos Humanos (RH) e o impacto na vida das pessoas, a Gupy já foi responsável por mais de 400.000 contratações em empresas que utilizam a plataforma.

Como os candidatos estão se sentindo utilizando HR Techs?

No último pico no gráfico de Publicações no Tempo, no dia quatro de março de dois mil e vinte dois ³ , as publicações mencionam a “Gupy”, mas as publicações começam a falar de “Ódio” e “Horrível”, analisamos então o que aconteceu de fato nesse dia.

Gráfico de Termos Correlacionados

Diferente do dia trinta e um de janeiro de dois mil e vinte e dois onde vimos notícias sobre o aporte de R$500 milhões, no dia quatro de março de dois mil e vinte dois os gráficos mostraram outro lado do que conseguimos identificar com a análise a relação de usuários com serviços e produtos. A Gupy neste dia sofreu críticas sobre o seu processo automatizado:

De um lado, temos pessoas que defendem a estratégia da marca de permitir que os candidatos vejam o  andamento das vagas, e de outro lado temos usuários que expressam detestar por não conseguir um retorno das empresas que utilizam a plataforma.



Avaliar essas publicações mostra como é importante essa aproximação do usuário para entender seu ponto de vista e se posicionar para que a experiência do cliente não se torne algo crítico.

As pessoas buscam mais por “Gupy” do que por Vagas, o que temos no gráfico de Distribuição por Buscas?

Gráfico de Distribuição por Buscas

Analisando as publicações distribuídas por sentimentos positivos sobre a Gupy, temos cerca de cinco mil publicações com diversos temas, entre eles pessoas indicando vaga de emprego, elogiando o local de trabalho e o que mais chamou a atenção: pessoas perguntando sobre vagas, por onde podem se candidatar e já direcionam a resposta para o portal da Gupy.

Olhando agora para o insights negativos sobre a Gupy, voltamos à insatisfação de muitos candidatos relatando como tem tido experiências não tão legais com a plataforma de recrutamento.

O principal relato é como se desanimam de participar de um processo seletivo quando a empresa que está buscando um talento, redireciona para a Gupy.

Observar esses comportamentos é importante para a saúde da marca, com esses insights surgem ideias para conversar com usuários, entender o seu comportamento e alinhar expectativas para criar estratégias de negócio. Isso é possível analisando os gráficos que são classificados pela Inteligência Artificial da STILINGUE, como a distribuição por Sentimento:

Sobre a busca “Gupy”, temos um total de 11.869 publicações, onde 47% são de publicações positivas, 33% negativas e 20% neutras.

Gráfico de Distribuição por Sentimentos

Aprofundando no gráfico de distribuição de buscas, outras HR Techs se destacam como a Indeed, 99Jobs , Kenoby, Sólides e GeekHunter, cada uma delas com estratégias diferentes, como a 99 Jobs focando em utilizar Hashtags “#FacaOqueVoceAma” e a Solides com um foco diferente com treinamentos online sobre gestão de talentos nas empresas.


 

As vagas remotas aumentaram durante a pandemia?

Outro ponto na pesquisa foi a análise sobre as vagas remotas e seu crescimento durante a pandemia. Em uma amostra do dia um de dezembro de dois mil e dezenove até o dia trinta de abril de dois mil e vinte e dois, observamos uma diferença no comportamento desde o ano do início da pandemia, em 2020, até o pós pandemia, em 2022. A pesquisa nos mostra como o assunto é falado ao longo dos meses e como ele tem crescido ao passar do tempo.

Gráfico de Termos no Tempo

Analisado as publicações sobre trabalho remoto e as oportunidades, temos um total de 16.400 publicações e podemos destacar o crescimento contínuo do assunto ligado a trabalho remoto, sendo que em 2020,em média, tivemos 10 publicações diárias e quando olhamos para 2021 esse número mais que duplica, chegando a 25 publicações por dia, um aumento de 156,96%, algo significativo e que ainda se reflete em 2022, com 30 publicações em média sobre trabalho remoto e vagas Home Office.

O que há em comum entre as HR Tech’s e as publicações sobre vagas Home Office?

Pensando em comparar as publicações das empresas de HR Tech e as de Vagas Remotas utilizamos o gráfico abaixo para entender o que há de comum nelas.

No gráfico abaixo, à esquerda, temos os termos mais citados pelas HR Tech’s e à direita, os mais citados sobre Home Office e Remoto, ao meio temos os termos comuns entre as partes.

Gráfico de Duelo de Termos

Os Termos “Processo seletivo”, “Plataforma”. “Processo Seletivo” e “Inscrições” estão presentes entre os termos comuns entre HR Tech’s e Vagas Home Office:

Gráfico de Duelo de Termos


Analisando o termo “Plataforma” há notícias e publicações de empresas ofertando vagas Home Office e Remotas utilizando plataformas como a Gupy e Solides:

Um termo importante que surgiu foi a “Diversidade”, que está mais próximo dos termos exclusivos das HR Tech`s e se tornando um termo comum:

Gráfico de Duelo de Termos

Analisando o  termo diversidade notamos que embora ele esteja mais próximo das HR Tech’s, vemos publicações sobre diversidade e inclusão tanto das HR Tech’s como de empresas que utilizam as plataformas digitais para contratação, ou seja, é um assunto importante para ambos os lados:

Considerações Finais 

Percebemos através das análises a importância das HR Tech’s voltadas para Recrutamento e Seleção e o que vem sendo falado tanto por candidatos a vagas de emprego como pelas empresas que utilizam dessas plataformas para otimização do processo de recrutamento.

Além disso, as HR Tech’s começaram a ter um posicionamento maior ao longo do tempo devido a Pandemia, trazendo publicações informativas sobre o processo digital, alinhando com o crescimento das vagas em Home Office no Brasil, que através das publicações conseguimos identificar o crescimento de 300% do trabalho remoto.

O que também é importante ressaltar é o comportamento dos usuários finais dessas plataformas que apesar da tecnologia podemos observar frustração por parte deles quando precisam utilizar as HR Tech’s  para concorrer a uma vaga e através  das redes sociais mostram o que pode ser melhorado e o que acham importante, como retornos humanizados e o andamento do processo seletivo.

E do mesmo jeito há usuários que gostam e elogiam a tecnologia como método de ajudar profissionais da área de Recursos Humanos a otimizar e fazer triagens de currículo e que o principal é conseguir acompanhar o andamento das vagas em vez de ficar sem saber o que está acontecendo, ou seja, a discussão fica no âmbito do andamento das vagas e do retorno do processo seletivo.

Vimos como o assunto diversidade vem sendo tratado com frequência não apenas por quem contrata, mas também sendo incentivado pelas plataformas de recrutamento e seleção, mostrando assim que é essencial ter vagas afirmativas e que pensando em sociedade, tem um grande impacto e faz a diferença quando tratamos de equidade.

Como podemos ver, o monitoramento através da STILINGUE, do que é dito nas redes, mostra o que os usuários consideram essencial para tornar a experiência melhor, desde o cadastro do currículo até o retorno positivo ou negativo por parte das empresas e através da análise das publicações é possível escutar e compreender para tomar decisões e criar estratégias de comunicação.

E saber usar a tecnologia a seu favor passou a ser um passo fundamental para as HR tech’s.

Autor

Lucas Maia é formado em Gestão Comercial. Trabalha com Experiência do Cliente desde 2013. Atualmente está fazendo graduação em Educação Física. Praticante de atividade física em especial a Corrida, já fez algumas Maratonas, apreciador de memes nas horas vagas e curte uma resenha com os amigos nos finais de semana.

Escreva um comentário