E aquele sonho da viagem ao exterior? Já pensou nos intercâmbios?

Certamente, conhecer outros países, aprender outro idioma e fazer amigos de várias partes do mundo estão entre os objetivos daqueles que desejam viajar para o exterior.

Entretanto, com a popularidade das agências especializadas e ONGs que providenciam intercâmbio voluntário e social, dúvidas importantes aparecem.

Por onde começar?

Que tipo de intercâmbios existem?

Onde encontrar as informações necessárias para viajar?

Portanto, pensando nisso, realizamos uma pesquisa na área de Listening da STILINGUE para entender o que está sendo falado no ano de 2019, entre o mês de Abril até meados de Dezembro, acerca das principais agências brasileiras atuantes neste segmento.
Dentre elas, a STB, CI IntercâmbioAIESEC e EF².

Gráfio 01: Distribuição por grupos intercâmbio
Gráfio 01: Distribuição por grupos

Quais tipos de intercâmbios fazer?

Primeiramente, antes de escolher o país e até mesmo a agência por onde fazer o intercâmbio, é importante saber que tipo de experiência se procura ter ao viajar ao exterior. Por isso, para esta pesquisa foram escolhidos três: 

  • Intercâmbio profissional: também conhecido como work and travel, essa modalidade oferece oportunidade de trabalhar no país de visita. Assim, Currículo e experiência profissional figuram entre os termos mais citados da pesquisa a respeito dos intercâmbios profissionais.
  • Intercâmbio social: uma crescente modalidade que inclui algum tipo de trabalho voluntário e/ou de cunho social no país de visita. Desse modo, as publicações apontam alta considerável na popularidade desta categoria, por ser mais acessível e flexível quanto à duração.
  • Intercâmbio acadêmico: oferece um período de estudos numa instituição de ensino em conjunto com o intercâmbio, com várias possibilidades: estudar um novo idioma, atualização profissional ou até mesmo graduação em uma universidade. A modalidade apresenta menor volume de menções em comparação aos outros modelos estudados, mas revela alguns destinos de interesse, como Estados Unidos e Austrália.

Portanto, ao escolher o intercâmbio desejado, é importante considerar o objetivo da viagem, o tipo de experiência almejada e a situação financeira do viajante.

Assim sendo, consultando a matriz comparativa – gráfico da STILINGUE que retrata a segmentação entre grupos de coleta e temas de categorizações – é possível observar a dominância das postagens que relacionam AIESEC aos intercâmbios social e profissional (a empresa não oferece a modalidade acadêmica). Diferentemente das outras agências, AIESEC é, na verdade, uma ONG dirigida por jovens em mais de 120 países.

Ao analisar o universo relacionado ao intercâmbio acadêmico, a CI Intercâmbio demonstra mais menções e atenção, seguida pela  EF.

Gráfico 01 - Matriz Comparativa
Gráfico 01 – Matriz Comparativa

Tipos de intercâmbios e termos relacionados

Observado os termos correlacionados, podemos notar  uma forte tendência para AIESEC e outros termos comumente associados à organização, como ong jovem e Intercept BR.

Em comparação, há também um movimento entre publicações relacionadas a outros grupos, com volume menos expressivo.

Aumento de aceleração com a CI intercâmbio – que demonstra um volume similar com a STB, mas apresenta um intervalo menor entre publicações sendo disponibilizadas no presente. Portanto, dizemos que o termo está “quente” quando sua incidência na amostra se repete em menores intervalos de tempo.

Gráfico 02 - Termos Correlacionados intercâmbio
Gráfico 02 – Termos Correlacionados

Outros termos que chamaram atenção foram The Intercept Br e Pedro Nakamura, que representam uma forte repercussão da reportagem intitulada Meu Intercâmbio da AIESEC deu errado – e agora?, publicada em 15 de Abril de 2019 pelo site InterceptBR.

Tal ocorrência foi encontrada através do zoom sobre as publicações no tempo, que consiste em clicar num determinado termo do gráfico e ele mostrar as analíticas apenas daquele termo (como termos relacionados , análise de sentimentos, mural de publicações, dentre outros).

No texto, Pedro relata uma série de problemas após extensa coleta de informações de ex-intercambistas que optaram pela AIESEC para viajar ao exterior.

Assim, a movimentação pode ser vista no gráfico abaixo, que retrata um pico considerável de interações e postagens em meados de Abril.

Gráfico 03 - Publicações no Tempo intercâmbio
Gráfico 03 – Publicações no Tempo

Apesar da forte repercussão negativa em 2019, a AIESEC manteve relevância nas redes monitoradas  no contexto de  intercâmbio social e profissional.

Por sua vez, a análise de sentimento indica maioria de menções neutras e positivas, com destaque para o twitter, que representou 87% de presença na coleta de postagens referente ao período estudado.

Gráfico 04 - Distribuição por Sentimentos, grupo filtrado: AIESEC intercâmbio
Gráfico 04 – Distribuição por Sentimentos, grupo filtrado: AIESEC
Gráfico 05 - Distribuição por canais, grupo filtrado: AIESEC intercâmbios
Gráfico 05 – Distribuição por canais, grupo filtrado: AIESEC

Duelo de termos: o que a AIESEC e as outras agências têm em comum?

Já vimos que a AIESEC aparece como a empresa mais citada entre as concorrentes analisadas. Aliás, seu diferencial é o volume expressivo de intercâmbios sociais e profissionais (sem oferecer opção de planos acadêmicos, como as outras provedoras).

Mas quais os pontos específicos e comuns entre as empresas concorrentes?

Com intuito de responder a esta pergunta, utilizamos o duelo de termos para observarmos as expressões comuns usadas nas publicações. Por isso, no gráfico, comparamos as categorias inseridas (no caso, AIESEC, representada pela cor rosa; e as outras 3 agências, de azul), onde as expressões exclusivas a cada grupo estão nas extremidades e as mais comuns, ao centro.

Gráfico 06 : Duelo de Termos intercâmbios
Gráfico 06 : Duelo de Termos


Assim sendo, observe no centro do gráfico abaixo, que inglês é um dos termos comuns, evidenciando o tipo de interesse presente nas publicações coletadas, além de outros como trabalho e experiência.

intercâmbios

Nas extremidades, podemos ver destinos comumente oferecidos pelos provedores (Egito e Colômbia pela AIESEC, Estados Unidos nas outras, por exemplo) e algumas outras particularidades, como black friday (expressão utilizada numa campanha de uma das agências).

Observação: expressões mais exclusivas encontram-se nas extremidades, e as mais comuns entre os grupos no centro do gráfico.

intercâmbios

Finalmente, monitoramos também os comentários do Facebook das páginas de cada agência de intercâmbio. De acordo com o gráfico, há um volume bem maior de atividades da AIESEC,  enquanto CI intercâmbios apresenta  uma aceleração significativa de publicações, relacionada ao pico de divulgação dos serviços.

Outros pontos de atenção incluem um programa de intercâmbio para Washington DC e Barcelona, altamente cotado nos comentários.

intercâmbios

Considerações finais sobre intercâmbios

O interesse do brasileiro por uma jornada de aprendizado no exterior continua presente nas redes, com destaque para os intercâmbios sociais (modalidade mais pesquisada no volume de dados analisado).

Entre as principais agências desse segmento no Brasil, a AIESEC permanece como a mais citada nas redes para intercâmbios sociais e profissionais.

Para aqueles que buscam estudar no exterior, a CI intercâmbio lidera as menções e é o provedor com maior percentual de sentimento positivo  (48%) entre as empresas estudadas.

O cenário apresenta diversidade nas opções, ampliando as possibilidades disponíveis para que aqueles que desejam concretizar o sonho de viajar para o exterior.

Autor

Gilberto Oliveira Neto é Mestre em Educação e formado em Educação Intercultural pela Universidade de Oulu. Atuou nacional e internacionalmente como Educador por 10 anos - na área de idiomas, ensino médio e ensino fundamental - e trabalhou como Gestor Social em Helsinki, na Finlândia.

Escreva um comentário