Drops do mercado | Junho 2020

Recentemente foi realizado um estudo pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em parceria com o aplicativo Moovit constando que a grande maioria pretende voltar a utilizar o transporte público

E como tivemos a flexibilização do isolamento social e em algumas regiões do Brasil podemos observar os comentários sobre o uso do transporte público e o que a população está sentindo.

Período: últimos dois meses
Gráfico de termos relacionados do Radar STILINGUE
Como ler o gráfico: os termos do centro são os mais conectados com a comunidade, mas suas extremidades contam diferentes histórias. Já o tamanho dos círculos indicam a relevância dos assuntos nas discussões

As publicações giram em torno principalmente do ônibus e o sentimento é negativo, com 45% de importância e apenas 15% positivo.

A população que utiliza o meio de transporte demostra o descaso dos passageiro como podemos ver nos comentários a seguir, ou seja, não é possível encontrar empatia diante da pandemia.

Publicações coletadas no War- Room STILINGUE

E ainda temos o sentimento de nostalgia em utilizar transporte público, como uma maneira de escape da realidade

Publicações coletadas no War- Room STILINGUE

Contudo podemos ver publicações comentando substitutos ao transporte publico devido ao medo de contrair o vírus.

Carro

A população passa a repensar o uso do carro próprio e até pegam emprestado com a família para evitar aglomeração.

Publicações coletadas no War- Room STILINGUE

Bicicleta

O uso da bicicleta cai no dilema da segurança mas também é um ótimo exercício físico.

Publicações coletadas no War- Room STILINGUE

Por fim o uso do transporte publico é bem dividido, temos a população que prefere o uso mas ficam com receio já que nem todos passageiros sabem utilizar o meio de transporta de maneira adequada.

E temos uma parcela procurando alternativas para evitar a aglomeração.

Considerações: Este seria um momento para analisar a população e entender a real necessidade do uso do transporte público sendo assim uma oportunidade para as montadoras de carro comunicarem para essa parcela de potencial consumidor.
Por fim, é necessária a adaptação para oferecer mais segurança para aqueles que desejam utilizar bicicleta.

Autor

Pâmela Gonçalves é formada em Relações Internacionais e trabalha com pesquisa de mercado desde 2011, quando começou sua carreira na indústria de bens duráveis. Como parte da sua jornada já trabalhou em instituto de pesquisa e traz experiência de diversos setores do mercado e atualmente atua como BI aplicando o social listening para capturar as mais variadas tendências.

Escreva um comentário