Segundo levantamento da Nielsen Sports, aproximadamente 60% dos brasileiros possuem interesse no esporte mais popular do mundo: o futebol. Mas, o que o Social Listening nos traz nas discussões que envolvem o futebol para além das quatro linhas?

Entre março de 2020 e janeiro de 2021, a STILINGUE analisou mais de 30 milhões de conteúdos digitais sobre os 12 clubes mais populares, em número de torcedores, no Brasil: Atlético-MG, Botafogo, Vasco, Corinthians, Fluminense, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Santos, Flamengo, Cruzeiro e Internacional. 

A partir dos dados apontados na distribuição de tempo podemos identificar que entre março e junho de 2020 tem-se uma visível diminuição de menções ao esporte nas redes sociais, impacto causado principalmente pela paralisação dos jogos de futebol no Brasil em decorrência da pandemia do novo Coronavírus.

Imagem 1: Gráfico de Publicações no Tempo do War-Room STILINGUE

Distribuição por Rede Social

O Twitter (68%) foi o principal canal de coleta, seguido de comentários de Facebook (21%) e Portais (5%).

Imagem 2: Gráfico de Distribuição por Canais do War-Room STILINGUE

Distribuição por gênero

Quando analisamos a distribuição por gêneros, notamos que o futebol ainda é um assunto predominantemente masculino (66%):

Imagem 2: Gráfico de Distribuição por Gênero do War-Room STILINGUE

Homens

Imagem 3: Gráfico de Termos Relacionados do War-Room STILINGUE

Para os homens, além dos termos relacionados diretamente aos clubes (Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Vasco, entre outros) e veículos de comunicação (Notícias, ESPN Vídeo, Globo Esporte) é possível identificar  termos pertencentes ao Universo dos E-Sports como Nobru e Free Fire. 

Bruno Nobru, profissional e considerado o melhor jogador de Free Fire em 2019, foi integrante da equipe do Corinthians de e-sports até janeiro de 2021. A despedida do jogador como atleta de e-sports do Corinthians se deu no próprio estádio de futebol do clube, revelando uma relação entre o mundo dos jogos virtuais e o futebol.

Grandes clubes de futebol do país já contam com equipes de E-Sports, considerado como o maior fenômeno na indústria dos games. A ampliação da atuação dos clubes de futebol para outras modalidades esportivas pode estender sua base de investimentos, patrocinadores, produtos licenciados e também angariar torcedores. 

Mulheres

Entre as mulheres, é possível identificar uma variação maior entre os clubes citados, sendo eles Santos, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Botafogo, Vasco, Grêmio e Fluminense mas com a predominância mantida com o Flamengo.

Imagem 4: Gráfico de Termos Relacionados do War-Room STILINGUE

Para além dos termos relacionados ao futebol em si, foi possível identificar o termo “Prior no Timão”. Felipe Prior, YouTuber e ex-participante do BBB, atravessou o Estádio do Corinthians (Neo Química Arena) em um tirolesa de 50 m de altura em percurso de 200m. A conclusão do desafio da tirolesa, batizada de tirolesa “Seloko” gerou o engajamento do termo “Prior no Timão”, que traz também a relação com uma antiga aspiração do Influencer, que era se tornar jogador de futebol

Ainda que a ação realizada por Felipe Prior não tenha sido feita em parceria com o clube, é interessante notar a repercussão da ação e também esse nova modalidade de negócio que pode levar o entretenimento com o futebol a maiores experiências e consequentemente arrecadamento, tendo em vista que quando for possível a volta de público ao estádio será possível utilizar a tirolesa, pelo valor de R$ 150.

Os clubes e torcedores se manifestam socialmente? 

De acordo com o Regulamento Geral das Competições de 2020, documento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que indica os parâmetros que devem ser adotados para os torneios realizados pela instituição, manifestações de caráter político ou religioso são consideradas antidesportivas. Nesse ínterim, os clubes e jogadores brasileiros tendem a não se manifestar proativamente sobre temas sociais. Esse comportamento dos representantes do esporte tende a refletir as manifestações em redes sociais?

Racismo

Das mais de 30 milhões de publicações coletadas, temos pouco mais de 62 mil publicações classificadas no tema Racismo. Interessante notar que em apenas 2 dias (20/12 e 21/12/2020) tivemos 15753 publicações coletadas sobre o tema, representando 25,03% das publicações, o que demonstrou um pico nas publicações:

Imagem 5: Gráfico de Publicações no Tempo do War-Room STILINGUE

O fato que desencadeou a onda de manifestações nas redes sociais foi a acusação do jogador Gérson (Flamengo) de um ato de racismo do jogador Ramires (Esporte Clube Bahia).

As narrativas sobre o caso nos mostram as seguintes observações:

Imagem 6: Gráfico de Termos Correlacionados do War-Room STILINGUE
  • Predominância de uso de termos como Racismo, Racista(s), Fogo nos Racistas, Malandragem, Corinthians, CBF e Márcia Noeli.
  • Na discussão, o termo Malandragem ficou associado ao então técnico do Bahia, Mano Menezes. Ele  chegou a minimizar o ocorrido, ao declarar que o jogador do Flamengo, Gerson, estava querendo criar uma situação de jogo, ao levantar a polêmica, tendo em vista que no momento em que ocorreu a injúria, o Bahia estava reagindo na partida. É possível identificar Vampeta entre os termos em aceleração. O ex-jogador e agora comentarista também minimizou o imbróglio, informando que “não vê motivo para tanto”.
  • Por outro lado, podemos identificar que os termos CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e Márcia Noeli (Delegada que atuou no caso) trazem à tona a possibilidade e necessidade de investigação do caso. A entidade máxima do futebol brasileiro solicitou à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) investigação sobre o caso. 
  • O surgimento de Corinthians está ligado ao posicionamento do clube que se manifestou sobre o caso envolvendo o jogador Gérson, e também trouxe apoio ao garoto Luiz Eduardo, de 11 anos, que sofreu injúria racial em torneio sub-11 disputado em Caldas Novas-GO, na mesma semana do fato ocorrido no jogo entre Flamengo e Bahia. Além da mensagem de repúdio ao racismo, o clube estampou, no duelo contra o Goiás, em 21/12/2020, o nome do garoto em sua camisa de jogo.

Equidade de gênero e Feminismo

No dia 25/10/2020 a tag “Hoje tem Corinthians Feminino” ficou nos Trends Topics do Twitter. Também foi possível identificar esse reflexo na coleta com  o maior pico de publicações sobre o tema concentrado nessa data, com o total de 28.093 publicações, o que representou 11,6% das publicações pelo tema, em um universo total de 242.318 publicações.

O engajamento do público feminino pode ser verificado na distribuição por gênero onde, diferentemente do contexto Global da pesquisa (em que as publicações eram majoritariamente realizadas por Homens), o resultado mostra um equilíbrio, com ligeira vantagem no número de publicações realizadas por Mulheres:

Imagem 7: Gráfico de Distribuição por Gênero do War-Room STILINGUE
Imagem 8: Gráfico de Termos Relacionados do War-Room STILINGUE

Revela-se assim uma potencialidade ainda pouco explorada por clubes em engajar seu público: para além do tradicional público majoritariamente masculino ou chamar atenção para uma modalidade que vem ganhando destaque em vários países, que é o Futebol Feminino.

Diversidade

No caso da Diversidade podemos notar que uma publicação de cunho homofóbico trouxe maior discussão acerca do tema do que duas campanhas anteriores. Tais campanhas tiveram participação ativa dos clubes de futebol no Brasil.

No dia 17 de maio, Dia Internacional Contra a Homofobia, tivemos 331 publicações, ao passo que no dia 28 de Junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT+, tivemos 466 publicações. 

A publicação de cunho homofóbico ocorreu no perfil oficial do Corinthias do Twitter em 15/12/2020. Data em que ocorreu o maior número de coleta de publicações para o tema Diversidade, com 1.617 publicações coletadas.

Imagem 9: Gráfico de Publicações no Tempo do War-Room STILINGUE

Na data da publicação, a distribuição por gênero demonstra os homens como responsáveis por quase 70% das publicações. 

Imagem 10: Gráfico de Distribuição por Gênero do War-Room STILINGUE

As narrativas sobre o caso nos trazem as seguintes informações:

Imagem 11: Gráfico de Termos Correlacionados do War-Room STILINGUE
  • O termo mais quente é Corinthians.
  • A postagem em questão fez relação entre o estádio do São Paulo, Morumbi e um panetone, para enfatizar que entre os torcedores do tricolor paulista são “frutinhas”. Dado que pode ser verificado no encadeamento entre Homofobia, São Paulo e Panetone.
  • As narrativas sobre o termo LGBT ligado ao Corinthians, tem relação com  Maior Torcida e Muito Triste. Esses dois termos trazem críticas à publicação do clube, tendo em vista que é apontado como o clube que possui a maior torcida LGBT no Brasil.

Conclusão

Neste estudo, foi possível delinear algumas relações externas ao futebol jogado em campo. Na área de marketing e exploração de negócios os clubes podem conseguir engajamento, seguidores e novas oportunidades de negócio. Além de agregar valor à marca, a exposição/associação dos clubes em outros tipos de esportes (virtual, como no caso do Free Fire ou radical como no caso da tirolesa) também pode ser importante para exibição de seus patrocinadores, com variedade para o tipo de mídia, tendo em vista que esse tipo de ação geralmente vem acompanhada de exibição de produtos oficiais que trazem estampados os nomes dos patrocinadores.

Já no âmbito das causas sociais, por ser o esporte mais popular do mundo, ainda que timidamente podemos perceber o engajamento em frentes como luta contra o Racismo, homofobia e em apoio às mulheres nas práticas futebolísticas. Tendo em vista que os clubes e atletas são modelos para muitos de seus torcedores é de suma importância a mobilização dos clubes frente às causas sociais elencadas no estudo e também outras de tamanha relevância.

Autor

Historiador, baixista, menino que trabalha com computador. André integra o time de Atendimento ao Cliente da Stilingue desde outubro de 2019 e acredita na cooperação e empatia como pontos fortes para seu dia a dia.

Escreva um comentário