Com a pandemia do novo Coronavírus, muitos eventos programados para esse ano acabaram sendo cancelados, adiados ou tiveram seu planejamento alterado para o ambiente online, em detrimento da presença física.

Através do Radar STILINGUE, buscamos entender como e quanto esse tema foi impactado entre janeiro e abril – lembrando que a situação de pandemia foi decretada em 11 de março pela OMS.

Gráfico 01: Termos no tempo do Radar STILINGUE eventos
Gráfico 01: Termos no tempo do Radar STILINGUE

Em nosso banco de dados, encontramos pouco mais de 160 mil menções sobre o assunto e, no gráfico acima, percebemos que as oscilações – desde o início do ano – sofreram impacto discreto, apesar do crescimento, também muito sutil, no volume de menções, à partir de março.

Nesse cenário, percebemos que a comunicação por parte de portais de notícia é muito mais representativa – com 54% de share no buzz total. No entanto, em uma análise voltada apenas para publicadores homens e mulheres, encontramos o Twitter em destaque.

Portanto, a ideia aqui é entender a percepção do público quanto ao “novo normal” no setor de eventos, em geral. 

Abaixo seguem alguns exemplos, que passeiam pela preocupação de organizadores, comunicados de grandes eventos que fizeram a migração físico x online e, também, alguns que se mostram preocupados com a modalidade:

Imagem 1 retirada do Radar STILINGUE eventos
Imagem 1 retirada do Radar STILINGUE
Imagem 2 retirada do Radar STILINGUE eventos
Imagem 2 retirada do Radar STILINGUE
Imagem 3 retirada do Radar STILINGUE
Imagem 3 retirada do Radar STILINGUE
Imagem 4 retirada do Radar STILINGUE
Imagem 4 retirada do Radar STILINGUE

Considerações

Em linhas gerais, ainda não encontramos depoimentos entre “gosto” ou “não gosto”, mas percebemos que estão todos ainda em adaptação – desde os organizadores, até os participantes dos mais variados tipos de eventos.

Autor

Pati Azevedo é publicitária e atua no mercado de comunicação desde 2010. Já passou por algumas agências de publicidade e traz vasta experiência em análise de dados, com destaque para gerenciamento de crises e monitoramentos em real time. Hoje compõe o time de Education da STILINGUE, ajudando grandes marcas na adoção de uma cultura data-driven, para alcançarem seus objetivos de negócio com o uso da nossa plataforma.

Escreva um comentário