Drops do mercado | Novembro 2020

Com pouco menos de 20 dias até a grande data do varejo, a Black Friday, e a categoria de alimentos e bebidas pode ser um grande promessa para a data em especial nas vendas online.

Segundo estudo feito pelo Google as vendas online da categoria apresentou um crescimento de 117% entre março a maio 2020 contra o mesmo período no ano passado além de apresentar um volume maior de busca que a Black Friday de 2019 (46% em 26/jul- 22/ago).

A tendência da categoria através do Social Listening

Ao realizar a busca na STILINGUE foi possível encontrar que houve um crescimento (108%) no número de publicações sobre alimentos e bebidas versus o mesmo período do ano passado, entre 01/out-11/nov.

Os itens que mais puxam esse crescimento são cerveja, citada três vezes mais e vinho apresentando 56% de variação.

Em alimentos, as balas Fini fica no topo em quantidade de citações e apresenta três vezes mais do que em 2019 e em segundo lugar chocolates também apresentando o mesmo patamar de crescimento.

As narrativas que envolvem as categorias

As pautas giram em torno de bebidas alcoólicas, guloseimas e redes de fast food.

De forma geral quando analisamos as bebidas alcoólicas os consumidores esperam ansiosos pela “Black Friday da cerveja”, termo mais usado nas postagens, mas não é possível encontrar um número expressivo de publicações com citações das marcas.

Enquanto que no ano passado no dia da Black Friday, os consumidores indagaram onde estava a “Black Friday da Ambev”, já que muitos aguardavam ansiosos para a compra das cervejas.

Além da cerveja que é a mais mencionada com 19% o vinho não fica para trás que está presente em 9% das publicações e o whiskey com apenas 1%.

Sobre o vinho e whisky não há muita mudança sobre o desejo de compra, mas diferente da cerveja, comentam que estão esperando a Black Friday para comprar os itens com o objetivo de estocarem para as festas do fim do ano.

No que tange os alimentos, os consumidores relembram o duelo de descontos oferecidos pela redes Burguer King e McDonald’s, mas alguns consumidores alertam para possíveis aglomerações e pedem descontos através do delivery ou drive-thru.

A pizza também não fica de fora na lista de desejo que está presente em pelo menos 5% das citações.

Vale lembrar que também há publicações comentando a parceria da Domino’s Pizza e Casas Bahia.

Por fim, as lojas Americanas que é lembrada por oferecer bons descontos nas balas Fini, item que mais aparece 11% e chocolate (7%), como por exemplo, da marca Bis.

Em alguns casos os consumidores relatam que planejam gastar todo o seu dinheiro com os itens e mesmo com a pandemia os consumidores relatam que irão até a loja para e pretendem chegar cedo para aproveitam o máximo das promoções.

Considerações

Avaliando que as categorias ganham relevância neste momento pré Black Friday comparado com o ano passado, existem pautas que podem ser explorado pelas marcas.

Como por exemplo, oferecer o desconto visando as datas comemorativas do fim do ano, como é o caso das bebidas alcoólicas, como também o divulgarem os cuidados que as lojas físicas terão para evitarem as aglomerações.

Autor

Pâmela Gonçalves é formada em Relações Internacionais e trabalha com pesquisa de mercado desde 2011, quando começou sua carreira na indústria de bens duráveis. Como parte da sua jornada já trabalhou em instituto de pesquisa e traz experiência de diversos setores do mercado e atualmente atua como BI aplicando o social listening para capturar as mais variadas tendências.

Escreva um comentário