Drops do mercado | Julho 2020

Dado o atual momento da pandemia vimos que a população passa muito tempo dentro da sua própria casa gerando necessidade da procura de um ambiente melhor.

E sob o mesmo ponto de vista podemos ver através da pesquisa realizada pela DataZAP, braço de inteligência imobiliária do Grupo ZAP, que a pandemia alterou o desejo de compra e aluguel: preferencia por casas e apartamentos maiores.

Portanto através do dado levantado a STILINGUE monitorou sobre o contexto aluguel de imóvel para entender o atual momento.

Aluguel

Twitter é o canal onde concentra a maiorias das discussões sobre a temática seguido do Facebook e Youtube.

O público com maior interesse são as mulheres representando mais da metade das publicações, 61% e os restantes 38% os homens.

Período: últimos três meses
Gráfico: Termos relacionados do Radar STILINGUE
Como ler o gráfico: os termos do centro são os mais conectados com a comunidade, mas suas extremidades contam diferentes histórias. Já o tamanho dos círculos indicam a relevância dos assuntos nas discussões

Quando avaliamos o contexto de aluguel o termo casa é evidentemente maior e logo ao lado temos aparamento.
Apenas é importante se atentar que o termo casa não é necessariamente um maior interesse e sim a forma como é expressado.

Portanto podemos ver o termo vontade está relacionado em alugar uma casa ou apartamento para fugir da atual residência sendo ele com os amigos, família ou mesmo sozinho.

Publicações coletadas no War-Room STILINGUE

Também é possível encontrar comentários pedindo dicas de aluguel.

Publicações coletadas no War-Room STILINGUE

Além das necessidades expressadas também é possível ver as configurações da casa sendo ele dois ou três quartos.

Publicações coletadas no War-Room STILINGUE

Considerações: Através de um monitoramento ativo é possível capturar as tendencias e necessidades atuais dos consumidores e assim aplicar a melhor oferta para o futuro cliente.

Autor

Pâmela Gonçalves é formada em Relações Internacionais e trabalha com pesquisa de mercado desde 2011, quando começou sua carreira na indústria de bens duráveis. Como parte da sua jornada já trabalhou em instituto de pesquisa e traz experiência de diversos setores do mercado e atualmente atua como BI aplicando o social listening para capturar as mais variadas tendências.

Escreva um comentário