Nos dias 15, 16 e 17 de junho, Belo Horizonte deu boas vindas a oito das melhores equipes de Counter Strike Global Offensive do mundo. Dessa forma, recebeu milhares de fãs no Mineirinho para a realização do ESL One.

Tal evento de esports de porte internacional, organizado pela ESL – Turtle Entertainment, é o primeiro do tipo na América do Sul.

Assim sendo, para entendermos a expressão deste evento em cenário nacional, analisaremos brevemente as conquistas do mercado brasileiro de games no ano passado.

O mercado nacional de games

Segundo relatório recente da Newzoo, firma especializada no nicho, em 2017 o mercado nacional de games movimentou US$ 1,3 bilhão. Assim, atingiu a marca de 66,3 milhões de jogadores.

Surpreendentemente, deste montante, estima-se que o game Counter Strike Global Offensive tenha sido o segundo mais jogado pelos brasileiros. Dessa maneira, representa 21% do total, ficando atrás apenas de League of Legends, com 31%.

Portanto, para o ano de 2018, é esperado que a receita do mercado brasileiro cresça cerca de 15%, atingindo a marca de 1,5 bilhão. E, com isso, figurando como a quarta maior receita da América.

No âmbito dos esportes eletrônicos o Brasil possui ainda mais expressão. A audiência brasileira, de acordo com a Newzoo, é a terceira maior consumidora de e-sports no mundo, perdendo somente para China e Estados Unidos.

Por isso, para entender a repercussão de tal evento em solo brasileiro, lançamos nosso olhar sobre as redes sociais. Para isto, fizemos uso do software War Room, ferramenta da empresa Stilingue utilizada para monitorar todo o universo do ESL One Belo Horizonte 2018.

Visão Geral ESL One

O monitoramento via War Room foi iniciado em 1º de maio e finalizado no dia 22 de junho.

O intervalo escolhido é pertinente, pois compreende três diferentes momentos do ESL One BH. Assim sendo: o hype anterior ao evento, o desenrolar dos três dias de competição e, por fim, a repercussão pós competição.

A finalização do monitoramento no dia 22 se dá por conta do evento de lançamento da nova line do MIBR, equipe lendária do Counter Strike nacional que retorna ao cenário competitivo após longo hiato.

Com efeito, acreditamos que este acontecimento, ocorrido no dia 23 de junho, marca a mudança da agenda de debate do nicho. Desse modo, o ESL One BH sai de cena e entram discussões em torno das escolhas feitas pela MIBR como, por exemplo, Gaming House x Gaming Office, escolha de novo coach, condição da nova line para a ESL One Cologne 2018, entre outros.

Publicações no tempo

Em termos gerais, em todo o intervalo foram coletadas 8.532 publicações feitas por 3.946 usuários diferentes que juntas totalizaram um alcance potencial de 16.348.476 usuários. Vemos pelo gráfico de Publicações no tempo que o número de publicações se mantém constante em praticamente todo o período, excetuando os dias do evento.

No período de hype anterior ao evento, compreendido entre os dias 1º de maio a 12 de junho, podemos notar dois picos de publicações que saem da normalidade, um no dia 09/05 e outro no dia 07/06.

Utilizando a funcionalidade de Zoom do War Room, pudemos aprofundar nossas análises nestes dias e identificar em suas publicações as causas de quebra da normalidade.

Verificamos que, no primeiro pico, no dia 09/05, a quebra da normalidade se deu por conta da classificação do time brasileiro Não Tem Como (NTC) para a ESL One BH ao vencer a também brasileira equipe da Fúria e-Sports. A confirmação da segunda equipe brasileira a participar da competição aumentou em 6 vezes o volume publicações sobre o ESL One BH neste dia.

Já no segundo pico, no dia 07/06, a quebra da normalidade pode ser justificada pela soma do lançamento do anúncio da volta da MIBR. Fato que causou rebuliço na comunidade brasileira. Ademais, houve confirmação da não participação de Olofmeister, atleta sueco da Faze Clan, no ESL One BH, evento seguido por negociações para sua substituição pelo americano Horvy, da Immortals.

Neste dia observamos o volume de publicações sobre o evento em 5 vezes.

Distribuição por Canais

Seguindo a análise geral, observamos em Distribuição por Canais que o canal mais utilizado pelo público para comunicar sobre o ESL One BH é o Twitter. Com 6.461 publicações, o Twitter detém 75,7% de todas as publicações coletadas. A predominância dessa rede pode ser justificada por sua própria materialidade focada em publicações curtas e de rápido consumo e difusão.

O segundo canal mais utilizado foi o Instagram, com 740 publicações e representando 8,7% do volume total. A posição dessa rede também é justificada por sua materialidade voltada para o compartilhamento de fotos sobre o evento. Isso pode ser verificado ao compararmos o volume de publicações no período de hype com o volume durante e após a realização do evento. No período de hype, tal rede social representava somente 2,1% do total, ficando atrás de canais como Facebook, Youtube e Portais. Do dia 13 ao 22, no entanto, vemos um boom de publicações no Instagram. Ademais, temos a conquista da segunda posição, dado o aumento exponencial no compartilhamento de fotos em vista da presença dos fãs no evento.

Em seguida, na visão geral, temos redes de menor expressão, como Facebook (5,9%), Youtube (4,7%), Portais (3,7%), Blogs (0,62%), Google+ (0,04%) e ReclameAqui (0,01%).

Distribuição por Gênero

No tocante à Distribuição por Gênero, 48,15% de todos os usuários do corpus coletado foram classificados nesse quesito. Entretanto, o restante dos usuários optou por não ceder tais informações. Ou então são originários de canais onde a classificação de gênero não é feita, como Portais, Blogs e ReclameAqui, por exemplo.

Do total classificado, observamos que há uma predominância de publicações de usuários do gênero masculino, representando 87,6% do total. Em contrapartida, o gênero feminino representa 8,9% do total de usuários.

Já as organizações, representadas em roxo no gráfico, representam 3,4% do total de usuários, sendo estes os perfis dos times (@SKGaming, @TeamLiquid, @FaZeClan), de organizações noticiosas tradicionais e independentes (@ESPNEsportsBR, @esportv, @Draft5gg), da própria organizadora do evento (@eslbrasil, @ESLCS), dentre outros.

Influenciadores ESL One

Com base no corpus coletado, fizemos uma análise do potencial de influência dos publicadores do contexto do ESL One BH. Para tal utilizamos a funcionalidade exclusiva do War Room: o Ranking AAA.

O ranking de influenciadores criado por essa funcionalidade é relevante. Isto porque seu mecanismo de hierarquização não leva em conta a métrica simples de alcance do publicador para determinar seu potencial de influência.

Aliás, também avalia outros pontos como o potencial de viralização de suas publicações (atratividade), sua aderência com o contexto da pesquisa criado (afinidade), frequência de publicações, entre outras questões.

Portanto, para nossa análise faremos divisões. Assim sendo, em um primeiro momento analisaremos isoladamente as páginas ligadas a pessoas, estabelecendo a partir daí divisões por redes sociais específicas.

A divisão por rede social será feita para que sejam analisadas as diferentes nuances de seus variados tipos de conteúdo. Por fim, em um segundo momento analisaremos páginas ligadas a pessoas em conjunto com páginas ligadas a organizações.

Páginas ligadas à pessoas

Iniciando nossa análise e focando primeiramente nas páginas ligadas à pessoas das redes Twitter, Facebook e Instagram, os cinco publicadores de maior influência, são:

  1. BiDa (@bernardobida), narrador de esports;
  2. Otávio Boccuzzi (@bczzfps), analista de esports;
  3. Dodô Pires (dodopires) jogador de futebol do Santos e entusiasta de e-sports;
  4. Roque Marques (@roque_mn), jornalista da ESPN Brasil especializado em esports;
  5. Gus (@gus), produtor de conteúdo relacionado a CS:GO.

Em uma breve análise das pontuações de influência, podemos constatar que o primeiro colocado do Ranking AAA, BiDa, possui um alcance satisfatório. Assim, o que o coloca na primeira posição é a atratividade e afinidade de seu conteúdo. Com 31 publicações coletadas, os canais do narrador do ESL One BH totalizaram 17.958 interações e alcançaram um alcance potencial de 66.792 usuários.

A afinidade de suas publicações, por sua vez, pode ser justificada tanto pela alta frequência de publicações, quanto pela constância com que cita termos relativos ao evento monitorado.

Nessa mesma chave seguem o restante dos perfis, excetuando o perfil de Dodô Pires que, por pertencer a um contexto esportivo diferente do eletrônico, recebeu uma pontuação de afinidade substancialmente menor.

Ranking YouTube

Já no Youtube o Ranking se altera bastante, sendo os perfis de maior influência:

  1. Gus (@gus);
  2. skyZAOOO TV (@skyZAOOO TV);
  3. Canal do Saullo (@Canal do Saullo), criadores de conteúdo especializado em CS:GO;
  4. zigueira (@zigueira), youtuber gamer e jogador profissional de Rainbow Six Siege pela Team Liquid;
  5. NoobGO (@NoobGO), youtuber especializado em CS:GO.

Analisando a lista, é importante entender dois fatores pelo ponto de vista do conteúdo que impactam significamente na hierarquização desse ranking.

O primeiro deles é relativo ao perfil do Zigueira.

Apesar deste influencer possuir mais seguidores que todos os outros perfis da lista somados, seu conteúdo não privilegia ou dá exclusividade ao Counter Strike Global Offensive. No período analisado o canal do Zigueira traz somente um vídeo exclusivo sobre o ESL One BH,. Dado este fator, seu canal possui baixíssima afinidade com nossa pesquisa, fazendo com que sua posição caia em vista do conteúdo e frequência de outros influenciadores.

O segundo ponto está relacionado ao perfil NoobGO. Vemos pela imagem que esse perfil está a frente do canal do narrador BiDa (@BiDa), figura de bastante expressão no meio e com ampla base de seguidores.

No entanto, apesar de possuir um alcance bem menor, o perfil NoobGO reuniu em seu canal vídeos de todos os jogos oficiais do ESL One BH. Em vista dessa opção de conteúdo, sua alta afinidade compensou seu baixo alcance, lhe garantindo a quinta colocação.

Perfis pessoais X Perfis de organizações

Por fim, analisando os perfis pessoais em conjunto com os perfis de organizações, temos a seguinte hierarquização:

Observamos que os perfis da ESL, responsável pela organização do evento, estão todos na primeira colocação, dada sua altíssima e auto justificada afinidade ao ESL One BH, sua grande base de fãs e, em consequência, a grande atratividade de seus conteúdo aos olhos do público do nicho.

A patrocinadora do evento ESL One

Vemos despontar também o perfil da Intel, patrocinadora do evento. Consultando rapidamente a área de Estatísticas do War Room, vemos que a Intel, entre todas as patrocinadoras, foi a mais citada pelo público.

OBS: Em nossa pesquisa não houve coleta de publicações que citassem DHL e Paysafecard em conjunto com termos relativos ao ESL One BH.

Ainda sobre a Intel, podemos ver em suas métricas que sua pontuação de alcance é máxima, pois, dentro de todos os perfis analisados, o @InterlBrasil é o que mais possui seguidores.

Em vista disso, apesar de seu conteúdo ter focado pontualmente no ESL One BH, lhe garantindo uma baixa afinidade, seu alcance compensa esta baixa e lhe garante uma boa posição.

Também vemos no Ranking AAA perfis de organizações noticiosas como a ESPN, sendo o primeiro perfil de caráter mais geral e com alto alcance, já o segundo representando um braço especializado em esports da mesma organização, com menor alcance. E também o perfil oficial da organização SK Gaming, a principal equipe brasileira no evento.

Por fim, temos novamente a presença dos influencers BiDa e Otávio Boccuzzi que, apesar de serem perfis pessoais, se colocam no mesmo patamar de influência das páginas de organizações, dada sua ótima performance no contexto da ESL One BH.

Conteúdo ESL One

Conforme já apontado acima, identificamos no monitoramento do ESL One BH três momentos distintos de repercussão da competição: o hype anterior ao evento, o desenrolar dos três dias de competição e, por fim, a repercussão pós competição.

As nuances de cada momento geram conjunturas diferentes que merecem ser analisadas separadamente uma da outra. Sendo assim, dada a importância dessas temporalidades na análise dos dados, separaremos a análise do conteúdo também em três momentos que chamaremos de 1) Momento Hype, 2) Dias de competição e 3) Repercussão pós competição.

Para esta análise faremos uso de três recursos do War Room, sendo eles Termos CorrelacionadosEstatísticas Visão Geral.

Momento Hype  

No intervalo de 01/05 a 12/06, temos um cenário de hype, especulação, ansiedade e de ampla repercussão dos comunicados oficiais do evento. Analisando o grafo formado pelas publicações por intermédio da funcionalidade Termos Correlacionados, podemos identificar a repercussão de variados debates.

Partindo das esferas centrais, identificamos que no Momento Hype as principais conversas são: 1) acordo envolvendo a agora ex-line da SK e a organização Immortals, detentora da tag MIBR, e seu impacto no ESL One BH, 2) classificação da equipe brasileira NTC para a fase de grupos da competição em disputa ao vivo contra a também brasileira Fúria pela SA Qualifier com direito a highlights de jogadores brasileiros, 3) revelação dos grupos e da primeira partida da SK na competição contra a equipe turca Space Soldiers, e 4) comunicados oficiais da competição e convocação dos fãs pelas página proprietárias da ESL.

No tocante aos times, constatamos que no momento de hype, ao contrário do que se presume, a SK Gaming, principal equipe brasileira presente na competição, não foi a mais citada pelo público, conforme aponta o gráfico abaixo retirado da funcionalidade Estatística. Dada a repercussão da classificação da NTC, vemos esta equipe assumir a primeira colocação, seguida por SK Gaming, Fúria, Faze, Team Liquid, Mousesports, Space Soldiers, BIG e Ghost.

Em termos de conteúdo mais compartilhado pelos usuários, temos predominância de canais do Youtube do nicho de esports.

O conteúdo mais replicado pelo usuários da pesquisa neste intervalo foi o vídeo do canal da Games Academy intitulado “Giro Semanal – Gêmeos de time novo, ESL One BH e Fúria e SK Campeãs” (http://youtu.be/TzBIuaXRkrw). O segundo foi o vídeo do canal skyZAOOO TV intitulado “Confirmed Atual SK Gaming pode usar a tag MIBR na ESL One Belo Horizonte“ (http://youtu.be/lNlnQtG6lLU). Por fim, o terceiro conteúdo mais compartilhado pelos usuários foi o próprio jogo entre NTC e Fúria, veiculado pelo canal rnSx e intitulado “NTC vs Furia MD5 ESL BH Qualify Final” (http://youtu.be/iRfdAoVZ9Gc).Para a lista completa dos links mais compartilhados, vide a imagem ao lado.

Dias de competição

No intervalo de 13/05 a 17/06, temos um cenário de acompanhamento dos jogos e posicionamento por parte dos fãs a cada novidade ou acontecimento resultante da competição.  

 Analisando o gráfico formado pelas publicações por intermédio da funcionalidade Termos Correlacionados, observamos que vários acontecimentos repercutiram entre os fãs, sendo eles:

  1. jogos da equipe Team Liquid, em especial as partidas contra as equipes BIG e FaZe Clan, com destaque para a participação do brasileiro TACO,;
  2. jogos da SK Gaming, em especial a partida contra a Mousesports, time que derrotou a equipe brasileira e a eliminou da competição. Ainda relacionada à SK, foi repercutida também uma jogada específica do americano Stewie2K, onde o jogador mata 5 adversários em aproximadamente dois segundos, figurando como o segundo ace (nome dado quando se mata todos os jogadores adversários em um round) mais rápido da história do game em competições de esports.
  3. seguindo, conversas relativas à final entre Mousesports e FaZe Clan também tiveram repercussão, mas em menor medida dado que estas equipes não possuíam membros brasileiros e nem apelo suficiente com os fãs brasileiros.

Por fim, enquanto curiosidade, tivemos uma quarta conversa durante os dias de competição nas quais os usuários colocavam lado a lado o ESL One BH com a Copa do Mundo 2018.

ESL One BH e Copa do Mundo

O início da Copa se deu no dia 14 de junho, em meio ao desenrolar da competição em Belo Horizonte. Como consequência deste encontro, vemos conversas que trazem um misto entre usuários que são fãs de futebol e esports ao mesmo tempo e que demonstram sua alegria por poderem acompanhar ambos os eventos e fãs de esports que expressam sua preferência pelo ESL One BH em detrimento da copa do mundo. Nesta mesma conversa vemos comparações entre a seleção brasileira de futebol e a SK Gaming, a equipe brasileira de CS:GO mais expressiva da época.  

No tocante aos times, nos dias da competição vemos o esperado acontecer e a SK Gaming concentra a maior parte das menções, ficando em primeiro lugar neste quesito. A Mousesports, por ser agente da derrota da principal equipe brasileira na competição, toma o segundo lugar na ocorrência de menções. Em seguida estão Team Liquid, FaZe Clan, NTC, Space Soldiers, BIG, Fúria e Ghost.

Em termos de conteúdo mais compartilhado pelos usuários, novamente temos predominância de canais do Youtube do nicho de esports. Porém, há uma novidade que é o link para a transmissão ao vivo dos jogos no Facebook.

Sendo assim, o conteúdo mais replicado pelo usuários da pesquisa neste intervalo foi o vídeo do canal gus intitulado “O Mochileiro, A Falta de treino e os turcos! – ESL One Belo Horizonte #2” (http://youtu.be/djPR4c6kpiw). O segundo foi o link para as transmissões ao vivo dos jogos da competição diretamente pela página da ESL CSGO Brasil (http://facebook.com/ESLCSGOBrasil). Por fim, o terceiro conteúdo mais compartilhado pelos usuários foi novamente do canal gus, este intitulado “Faltou tática… – ESL One Belo Horizonte #3” (http://youtu.be/zSPfc33Df_Q). Para a lista completa dos links mais compartilhados, vide a imagem ao lado.

Repercussão pós-competição

No intervalo de 18/06 a 22/06, por fim, temos um cenário de resolução e sumarização dos acontecimentos do ESL One BH 2018. Nessa etapa observamos a presença significativa de matérias e vídeos de sites e youtubers especializados e a repercussão deste conteúdo entre os membros da comunidade.

Analisando o gráfico acima, identificamos quatro tipos de conversas principais.

A primeira se refere a um resquício de comentários sobre jogadas da competição. Assim sendo, nessa conversa específica se fala sobre um highlight do jogador brasileiro Fallen e o ânimo que tal jogada despertou na torcida brasileira.

Seguindo, o segundo tipo de conversa traz resumos do evento pelo fãs. Então, estes expressam como foi seu final de semana durante da competição e se queixam da finalização do evento.

O terceiro conjunto de conversas se dá em torno das especulações sobre o futuro das equipes. A esse respeito vemos comentários sobre a FaZe Clan, Mousesports, MIBR, Team Liquid, entre outras.

YouTube e portais

Já o ponto que mais repercute entre os fãs é o conteúdo de youtubers e portais de notícia especializados em esports.

Dentre estes, três principais se destacam, sendo o primeiro a matéria do Draft5, onde fer, jogador brasileiro, diz que falta à equipe confiança para conquistar novos títulos.

O segundo conteúdo que guia as conversas no período pós-competição é de natureza noticiosa. Dessa maneira, fala sobre o fechamento do ESL One BH com a FaZe campeã além de comentar especulações sobre o futuro de dois jogadores estrangeiros.

Por fim, o terceiro é conteúdo de maior expressão marca o início uma série de vlogs feito pelo youtuber gus, onde é exibida sua experiência do ESL One BH.

A alta repercussão de tais conteúdos pode ser confirmada no Visão Geral do War Room pelo gráfico de Distruibuição por links.

Neste gráfico vemos que o conteúdo mais compartilhado é precisamente a entrevista feita pelo Draft5 de título “CS:GO – Fer: “Tá faltando confiança” [ESL One Belo Horizonte] “onde fer argumenta que falta confiança ao time (http://youtu.be/W-47L9xp3i8).

Em seguida, em consonância com nossa análise de conversas, o segundo conteúdo mais citado é o vídeo de conteúdo noticioso feito pelo youtuber Gus, de nome “NiKo na miBR? FaZe Campeã da ESL One BH, Draken na fnatic e mais!“, onde o autor confirma a equipe FaZe como campeã da competição e comenta sobre especulações feitas sobre o futuro dos jogadores NiKo e Draken (http://youtu.be/29J_fYznTHM).

Por fim, o terceiro conteúdo mais citado é o vlog #1 do youtuber gus entitulado “INDO PARA O MAIOR CAMPEONATO DE CS:GO DO BRASIL! – ESL One BH Vlog #1” (http://youtu.be/29J_fYznTHM).

Conclusões ESL One

Conforme apontado por Leo De Biase, CEO da ESL Brasil, o ESL One Belo Horizonte 2018 foi indicador de todo o sucesso dos esports com o público brasileiro. Isto porque mobilizou não só fãs do cenário, mas o público gamer brasileiro como um todo.

Em termos de mercado, o evento se mostrou como um excelente acontecimento para gerar awareness para o mercado de esports no Brasil. Assim sendo, demonstrou como tal nicho move multidões em ligas e campeonatos em território nacional. Desse modo, firmando-se como um ótimo case a ser usado para o estreitamento de laços entre o nicho de esports e empresas patrocinadoras, como afirma De Biase.

Por fim, o ESL One BH agiu nas instâncias de aproximação do público gamer não familiarizado com esports e na fidelização destes como novos fãs do cenário competitivo de CS:GO e também no sentido de oferecer a ambos os públicos, entusiastas e espectadores ocasionais, a primeira experiência de um evento global de esports, acontecimento que terá grande impacto na evolução dos esports no Brasil. 

Escreva um comentário